Como evitar as taxas de bagagens em voos domésticos?

21 Flares 21 Flares ×

Qualquer pessoa que já precisou fazer um vôo interno nos Estados Unidos se deparou com essa situação: a política de bagagens despachadas pelas cias aéreas americanas.

5 Dicas para evitar as taxas de bagagem em voos domésticos

Quase todas as companhias aéreas dos EUA cobram pelas bagagens despachadas em voos dentro do país. Os preços? Cerca de $ 25 dólares para a primeira mala e $ 35 para a segunda, e o pior é o limite de peso de 23 kg para cada unidade.

E como escapar desta armadilha?

É difícil mas dá para minimizar o prejuízo…
A cia aérea americana Jet Blue não cobra pela primeira mala despachada e a Southwest Airlines não cobra por 2 malas despachadas de até 22kg cada.
Se puder escolher, prefira uma dessas duas cias aéreas citadas, agora caso nao seja possível confira as dicas que preparamos:

1- Menos zigue-zague

Se você já sabe que vai visitar mais de uma cidade dos EUA procure comprar todos os trechos juntos e na mesma companhia aérea.

Se você pretende viajar para Orlando e Vegas, por exemplo, já compre o trecho BR – Orlando – Vegas – BR junto que você (provavelmente) não será cobrado de taxas no trecho interno e ainda “economiza” o trecho Vegas-Orlando, já que de Las Vegas você voltaria direto para o Brasil.

Tarifa Bagagem Despachada

2- Fidelidade a uma cia aérea

Se você é fiel a companhia aérea de sua preferência sorte a sua! Não é o meu caso, infelizmente, mas os benefícios da fidelidade compensam: além de salas VIP, embarque antecipado, 3a. bagagem despachada entre (muitos) outros, você pode ser isento dessas cobranças em voos domésticos.

Na American Airlines, por exemplo, os membros Elite Platinum e Gold não pagam nenhuma taxa para bagagens despachadas em voos dentro dos Estados Unidos, além de upgrade na tarifa e 3a. mala grátis em voos internacionais. As demais cias aéreas oferecem benefícios similares, portanto verifique se este é o seu caso – e, se for, comemore!

3- Milhagem

Para o restante de nós mortais, que não somos fiéis a nenhuma cia aérea, temos a opção é fazer o uso de milhas.

Por exemplo: você comprou seu trecho interno pela Delta e possui milhas no seu cartão Delta Skymiles.

Ótimo – verifique quantas milhas você precisa para fazer um upgrade para a classe executiva, que na maioria das cias aéreas fica livre do pagamento das taxas de bagagem.

4- Classe da Tarifa

Se você não é fiel a nada e não possui milhas nas principais cias aéreas ainda existe esperança!classe_tarifa_passagemaerea

Verifique qual é a classe da tarifa de sua passagem, que é composta de uma letra.

Algumas tarifas dão direto a despachar a bagagem sem precisar pagar as taxas.

Aconteceu comigo!

Ano passado fiz o trecho interno Miami – Vegas – Miami. Havia comprado o pacote de Miami via Compras Coletiva, ou seja, nada de comprar as passagens pela mesma cia fora que quando fechei o pacote ainda não pretendia esticar para Vegas.

Enfim, precisávamos do trecho interno e descobrimos que para as “tarifas cheias” (classe Y ou B da AA) a taxa de bagagem não era cobrada \o/

E, como sempre, não queria gastar muito dinheiro neste trecho interno então transferimos os pontos do cartão de crédito para o cartão AAdvantage da American Airlines. Assim que as milhas caíram no cartão fidelidade da cia aérea conseguimos emitir o trecho interno de milhas com a tarifa Y e pronto! Despachamos 2 malas sem pagar nadinha – ah importantíssimo ressaltar que o peso das malas tem que ser até 23 kg.

5- Self Storage

Essa é uma dica que eu ainda não testei, mas ao que tudo indica, será minha única opção na viagem que tenho planejada para Fev/2014.

Voltando um pouco a fita: O que é Self Storage?

SUUUUPER popular nos EUA, Self Storage ou “guarde você mesmo” em uma tradução literal, é um sistema nascido há mais de 50 anos que veio facilitar a atividade de guardar móveis, arquivos, mercadorias e quase tudo o que você imaginar. Você aluga um box (box=caixa) pelo tempo que quiser, guarda as suas coisas e tranca com o seu cadeado. Só você tem acesso a ele!

Já viram onde eu quero chegar, certo? Eu quase (quase mesmo) aluguei um box em Orlando – existem diveeeersas empresas espalhadas por lá e tinha uma bem pertinho do meu hotel. Ia fazer o trecho interno Orlando – NY – Orlando e não tinha o que fazer com as malas! Uma semana antes de embarcar descobri que uma amiga estaria em Orlando nesta época e ela guardou minhas malas nos 4 dias que fui para NY – ufa, passou perto.

Normalmente o pagamento é feito por mês e os preços começam em $ 19,00/mês – super barato, certo? Com certeza compensa mais do que pagar as taxas das companhias aéreas.

Essa dica só é válida se você pode voltar ao local de embarque, como foi meu caso: fiquei 10 dias em Orlando, embarquei para NY por 4 dias e voltei para orlando para ficar mais 1 dia – nesse caso eu teria tempo e disponibilidade de resgatar as bagagens neste último dia em Orlando antes de voltar ao Brasil.

 

E qual sites devo usar para comprar minha passagem?

Se você está buscando passagens aéreas para voos dentro dos Estados Unidos para esticar a sua viagem, então o melhor lugar para cotar são os sites americanos ou os sites das próprias cias aéreas.

Alguns sites americanos para vocês buscar sua passagem aérea de vôos internos nos EUA:

– CheapAir.com

– BookIt.com

– BookingBuddy

Flightnetwork.com

 

Você tem alguma dica diferente? Deixe seu comentário :)

 

 

21 Flares Twitter 1 Facebook 20 Google+ 0 Pin It Share 0 21 Flares ×
Tags:

42 Comentários - Quero comentar!

Responder

Não seja tímido: Fale, Comente, Pergunte ºoº